IMPRENSA

31Out2016

Rádio Boa Nova: Caminhar depois de comer ajuda no controle do diabetes



Que a caminhada traz inúmeros benefícios para a saúde, isto não há dúvidas. Ela além de auxiliar no controle do peso, alivia dores de pacientes que apresentam problemas na coluna, dores no corpo, além de auxiliarem as pessoas mentalmente e até emocionalmente. Porque ao fazer a caminhada você passa por um processo de limpeza do corpo e da alma. Você manda embora tudo o que está em excesso no seu corpo. Além de ter a oportunidade de aproveitar este momento da caminhada para curtir uma boa música, fazer uma prece de agradecimento por todas as coisas boas. Este é um momento muito bom, que proporciona grande bem-estar e serve para colocar a sua espiritualidade em dia. E porque não dizer, a sua saúde também.

No site Blog de Boa Saúde foi publicada uma matéria destacando um estudo feito na Universidade de Otago, na Nova Zelândia que revela que pessoas com diabetes tipo 2 podem se beneficiar com caminhadas curtas depois de comer. Isso se dá porque o exercício ajuda a baixar os níveis de açúcar no sangue.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 240 milhões de pessoas sejam diabéticas em todo o mundo, representando 6% da população. Segundo uma projeção internacional, até 2025 a população de diabéticos irá aumentar em mais de 50%, passando para 380 milhões de pessoas. A enfermidade, relacionada ao excesso de peso, à falta de exercícios físicos, à má alimentação e ao envelhecimento, afeta todo o organismo. Lembrando, que no dia 14 de novembro, será comemorado o Dia Nacional e Mundial do Diabetes. É importante conhecer a doença e maneiras de conviver e até amenizar os sintomas.

Este estudo realizado na Nova Zelândia contou com 41 pessoas com diabetes tipo 2 que andavam um total de 150 minutos por semana. Na primeira fase do estudo, os participantes caminharam durante 30 minutos diariamente, sempre que eles queriam. Na segunda fase, 30 dias após a primeira fase, os participantes foram instruídos a caminhar de entre cinco e dez minutos após cada refeição.

Em ambas as fases, o nível de açúcar no sangue foi monitorado, e os resultados mostraram que caminhar após as refeições reduziu os níveis de açúcar no sangue de forma eficaz entre os participantes.

Coordenador do estudo, Andrew Reynolds, explica que vários estudos indicam a importância da atividade física no controle do diabetes, e ressalta que, no diabetes tipo 2, uma combinação de bons estilos de vida e medicação adequada é importante para resultados bem-sucedidos.

Informações sobre os resultados do estudo foram publicados na revista Diabetologia.

O Dr. Renato Estrella, especialista em Fisiologia do Exercício e Reabilitação Cardíaca do CECAM, instituição médica referência em cardiologia esportiva aconselha a prática da caminhada.  “O grande benefício da caminhada, é uma atitude democrática, qualquer um pode fazer, não precisa ter um gasto, não precisa se preocupar com horários. A caminhada basta a gente ter um período e a vontade de fazer. Ela vai ativar muito o sistema cardiovascular, a parte muscular também será bastante benéfica, vai ajudar em fatores como a hipertensão, o nível de glicose no sangue e também a longo prazo o nível de gordura no sangue”, recomenda o Dr. Renato.

Confira a matéria na integra com o Dr. Renato Estrella, especialista em Fisiologia do Exercício e Reabilitação Cardíaca do CECAM.